PORTIFÓLIO DO DIEGO

NESTE BLOG, VOCÊ ENCONTRARÁ UM CONTEÚDO ACADÊMICO, INFORMATIVO E REFLEXIVO.NÃO SE ESQUEÇA DE COMENTAR.

Translate This Page

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Museu de Arte Sacra de Uberaba










Autor: Diego Aparecido Elias 





Uberaba-2010








Visita ao Museu

Museu Igreja de Arte Sacra Santa Rita






Entidade patrocinadora: IPHAN

Conhecendo um pouco sobre o museu

A  Igreja Santa Rita de Cássia foi construída no centro da cidade, local onde teve início o povoamento da cidade de Uberaba. Alguns historiadores relatam que a igreja foi construída em Uberaba, no ano de 1854, e tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1939. Atualmente dentro da igreja se encontra instalado o Museu de Arte Sacra, sendo que contem um riquíssimo acervo cultural composto de peças barrocas dos séculos XVIII e XIX, neste acervo existem também peças doadas pela Cúria Metropolitana contendo vestes sacras, estandartes de procissões como paramentos, alfaias, imagens e mobiliário
Um grande destaque do acervo é um conjunto de Casula feito com tecido bordado com linha e fios de outro que são originários da França do começo do século XX. Outra peça muito importante para o acervo e a escultura em madeira policromada de Santa Rita de Cássia ou Santa Rita das Causas Impossíveis para os devotos, sendo esta a única imagem que existe da capela original, mas no ano de 2003 a imagem foi restaurada com suas características originais.
Os historiadores relatam que o período que mais houve prosperidade para a cidade de  Uberaba foi  no século XIX, entre os anos de 1820 a 1859. Estudiosos relatam que nesta época que a cidade de Uberaba alcançou os privilégios que uma cidade precisa ter para se tornar uma cidade, desta época existia um comercio muito forte e o desenvolvimento acontecia gradativamente vigiado pelos padroeiros São Sebastião e Santo Antônio, a fé do povo se expandiu e mais uma capela foi erigida, dedicada a Santa Rita das Causas Impossíveis.
Cândido Justiniano da Lira Gama, devoto que era de Santa Rita, e em cumprimento de uma promessa para se livrar do vício da bebida, mandou construir em 1854 a pequena capelinha em louvor a Santa.
Conta a tradição que no final do século XX (1980), nas escadas desta igreja, apaixonaram-se, perdidamente, um paulistano e uma tocantinense, da cidade de Peixe, desde então, outros namorados igualmente apaixonados, ali, nos mesmas escadas, esperam o aparecimento da lua, pretendendo reviver aquele inesquecível paixão.
A igreja teve que passar por uma processo de reforma que foi realizado pela Casa do Artesão, com incentivos de empresas da cidade, por meio da Lei Rouanet. O orçamento total do projeto de restauração do prédio é de aproximadamente R$ 770 mil reais.O responsável pela exposição é o artista plástico Hélio Siqueira, funcionário público municipal há 12 anos e considerado como um artista de múltiplas manifestações. Hélio foi convidado recentemente pela Presidência da Fundação Cultural de Uberaba a assumir a coordenação do Museu de Arte Decorativa (MADA) e do Museu de Arte Sacra (MAS). Desde seu surgimento a igrejinha de Santa Rita se tornou ponto obrigatório de visitação e ao longo de sua história serviu de inspiração para fotógrafos, poetas e pintores do Brasil e do Mundo. A igreja é o único prédio tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural em todo o Triângulo Mineiro.
 Algumas peças que compõe o museu








Leitura Exterior

A igreja não possui muros ou cercas e totalmente aberto e decorada com um jardim composto por gramado e varias plantas e arvores como coqueiros. O exterior da igreja também se encontra vários postes de luz, sendo que durante a noite a igreja é totalmente iluminada por elas mostrando toda a sua beleza histórica.
O jardim do museu tenha apens alguns coqueiros e plantas rasteiras não contento um beleza florida, porem muito chamativa e interessante, o gramado bem cuidado destacando a beleza do museu.

Estrutura Exterior do museu





                                                            
                   

Leitura Interior

O interior da igreja é composto de uma decoração muito antiga conservando as propriedades originais de decoração. Existem varias imagens e vestimentas que compõe a decoração da igreja, conjunto de relíquias, castiçais, ostensórios, conjuntos de casula romana eum belo altar contendo a imagem da Santa Rita de Cássia para adoração dos devotos e compondo uma grande parte da igreja existe os assentos para os fies para realização dos cultos.
          No museu existe vários ambientes que compõe a igreja, onde é guardado as vestimentas, os castiçais e interior logo na entrada  existe uma recepção onde os funcionários te recebem contando a historia de toda a arte existente no museu.

Estrutura Interna do museu
  



Relação com as unidades temáticas de estudo na graduação

A visita ao museu foi muito importante para mostrar uma visão diferente sobre tais idéias difundidas durante as unidades temáticas que estudamos na nossa graduação, pois faz uma ligação sobre pesquisas e estudos que realizamos nas aulas, como exemplo: questões sobre cultura e como são criadas as historias e suas aplicações, questões sobre pré-conceitos culturais e religiosos, e a importância de preservar a historia cultural e regional.

Relação Museu ao curso escolhido


A arte e a ciência, neste caso a Física são formas que o ser humano expressam o seu conhecimento em formas visuais ou imaginarias, totalmente independentes ou em grupos. No caso do museu podemos observar as cores, formas, estruturas físicas que compõe o museu como um todo. Começamos a falar da estrutura do museu, toda material usado, quantidade, qualidade tamanhos e formas são necessários a ajuda da Física.
Se pensarmos por um momento nas cores temos que estudar as substancias a seres usadas para difundirmos as cores necessárias para compor todo espaço interno e externo do projeto. Outro ponto que também podemos observar e o dimensionamento da estrutura da área construída, e preciso fazer vários cálculos para saber o peso que as estruturas suportam, sabermos quantidade de forca que cada parede pode exercer sobre a outra etc. Também podemos observar que para visualizarmos  a beleza da igreja durante a noite e preciso ter o auxilio da luz elétrica.
Nestes aspectos podemos observar que a Física esta presente também no Museu de forma forte e visual.



Utilização da atividade proposta em sala de aula e no trabalho diário.

Utilizaria esta mesma atividade para visitarmos um museu que fale especialmente sobre a Física, ou marcaria uma viagem para algum museu que fala sobre o assunto Física conceitual, experimental,espacial etc.
A atividade ajuda o aluno a perceber a diversidade cultural e ínsita a procurar correlacionar assuntos distintos com assuntos estudados da matéria no caso a Física, mostra também que todo lugar pode haver relações com vários assuntos basta apenas ter uma visão critica e abstrata, ajuda a estimular o raciocínio, pensamento e a criatividade.
No trabalho diário tentaria utilizar outros tipos de recursos para ensinar física, como exemplo: dimensionar a forca de atrito que uma parede faz sobre a outra, ou fazer um calculo da quantidade de energia elétrica que o museu gasta durante horas, dias ou meses.

Referências: 

Folder doado pelo Museu de Arte Sacra de Uberaba.

 Trabalho executado no dia 6 de junho de 2010 por Diego aparecido Elias.



                                  Assinatura: Diego Elias
                    

Nenhum comentário:

Postar um comentário