PORTIFÓLIO DO DIEGO

NESTE BLOG, VOCÊ ENCONTRARÁ UM CONTEÚDO ACADÊMICO, INFORMATIVO E REFLEXIVO.NÃO SE ESQUEÇA DE COMENTAR.

Translate This Page

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

René Descartes"Cogito, ergo sum"




René Descartes, nascido em 1596 em La Haye - não a cidade dos Países-Baixos, mas um povoado da Touraine, numa família nobre - terá o título de senhor de Perron, pequeno domínio do Poitou, daí o aposto "fidalgo poitevino".) foi um filósofo, físico e matemático.
Notabilizou-se sobretudo por seu trabalho revolucionário na filosofia e na ciência, mas também obteve reconhecimento matemático por sugerir a fusão da álgebra com a geometria - fato que gerou a geometria analítica e o sistema de coordenadas que hoje leva o seu nome. Por fim, ele foi uma das figuras-chave na Revolução Científica.
Descartes foi um dos grandes pensadores e filósofos da primeira metade do século XVII.René Descartes nasceu na França no de 1596 e morreu em 1650.
Afastando-se da tradição bíblica Descartes imagina uma criação do mundo sem intervenção divina.O filosofo elabora um sistema de criação por si só sem um ser divino que intervem em todo processo de criação Universal.
Sua proposta, não foi atacar a Igreja Católica Apostólica Romana, mas sim difundir um pensamento filosófico da criação universal.
A principal influencia histórica cientifica de Descartes, foi o fato de que ele trouxe uma cosmogonia cientifica para a época. Ele elaborou uma concepção da origem do Universo se baseando na ciência.
Descartes afirmou em 1633 em o seu livro de tratado chamando “ O mundo” sobre este assunto filosófico.
Com a condenação de Galileu Galilei, a ficar retido em sua casa até sua morte pela igreja, Descartes desiste de publicar sua obra ( que apenas foi conhecido após sua morte).
Mas René divulga suas idéias de um modo cauteloso em outra obra “ O discurso do método”.
Alguns pontos na teoria de Descartes é:

·         Foi o primeiro a elaborar uma cosmogonia cientifica.

·         Ele tenta imaginar um sistema sem intervenção divina.

·         Mesmo acreditando em deus, ele tenta imaginar um universo mecanizado.

·         Descartes não admite a existência do vazio.

·         O movimento inicial é dado por deus, mas o restante dos movimentos de criação universal é dado por si só.

·         Primeiro o Universo é um  grande bloco de cristal, onde deus o quebra com dois movimentos e a partir destes movimentos, passa então a existir os três elementos de divisão do universo: O primeiro elemento composto por um pó, particular esféricas muito pequenas; o segundo elemento composto por matéria sutil; e o terceiro elemento composto por partículas solidas maiores.

·         As partículas pequenas ao terem contato uma com as outras quebram suas pontas formando então matérias esféricas.

Descartes acreditava que a origem dos corpos celestes , planetas e estrelas se originam devido aos grandes turbilhoes. Os turbilhoes eram uma grande tempestade de primeiro elemento e nas suas extremidades existiam os outros dois elementos que eram atraídos pela força de atração dos elementos menores. Os pequenos elementos ficam girando em seu centro  se formando então superfícies solidas e rígidas.
Descartes explica a origem do universo e ao mesmo tempo ignora a existência de um deus onde cria tudo o que existe dentro do universo.

Reflexão 

É extremamente prazeiroso estudar Fundamentos da Física, a disciplina que atualmente estudo. E se falando em Filosofia Natural é extremamente importânte lembrar de René Descartes. Sua influencia para mim foi uma das mais importantes da história da filosofia natural, pois Descartes além de criar uma nova concepção de mundo cria também uma concepção de pensamento filosofico diferente do que se existia na época, por isso é importante  conhecer René Descartes e como ele diria. Ao se pensar se percebe que sua existência no mundo é um fato e um dos motivos do seu pensamento ser tão atual na nossa humanidade.
(latim)"Cogito, ergo sum" ( René Descartes)
" Penso e logo existo"( René Descartes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário