PORTIFÓLIO DO DIEGO

NESTE BLOG, VOCÊ ENCONTRARÁ UM CONTEÚDO ACADÊMICO, INFORMATIVO E REFLEXIVO.NÃO SE ESQUEÇA DE COMENTAR.

Translate This Page

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

O QUE É O SER?


Ser é a vida. É existência. Ser é viver. É existir. Ser ou existência se baseiam nas ações, nas atitudes,  ou seja est a no existir.
O ser se encontra nos seus mais diversos aspectos, em suas expressões de viver, pensar, falar, sentir, experimentar, fazer etc. Todos os aspectos em fazer experimentar , sentir, etc. todos os aspectos de viver tem suas base no ser.
Mas com tantos aspectos de viver eis que surge uma problemática, como entender os diversos aspectos de ser? Como conhecer o ser em termos de mundo? E como são suas interações e expressões e como se relacionar com os fenômenos em que se vive?
Como se pode distinguir a existência daquilo que existe?
A resposta é que a existência é abstrata; e  aquilo que existe é concreto.
Pode-se dizer que a existência é tudo aquilo que se diz vida, é a vida propriamente dita, agora aquilo que existe é a fase maravilhosa, incomparável, um fenômeno infinitamente mutável da realidade imutável da existência . Portanto, a existência e o existir se diferenciam do abstrato e o concreto.
Existência é o aspecto da vida, o que se chama de fases concretas, ou que envolve aspectos do individuo, é sua manifestação sobre a existência, são os aspectos do seu ser, suas ações de falar, agir, pensar, alterar sua individualidade e a existência de outro ser em tempo e espaço mudando os aspectos da existência cósmica.
A vida se expressa de diferentes modos de viver. Aquilo que é vivido é a expressão da vida; aquilo que existe é a expressão da existência. Podemos ilustrar este pensamento da seguinte forma:  pegar uma semente e plantar, regar todos os dias aquela semente plantada até que ela cresça, esperar esta mesma árvore crescer e dar frutos e esperar que estes frutos deem sementes afim que nasçam outras mudas e estas mudas gerem outras árvores, ou até que outras pessoas também plantem as sementes destas árvores ou até mesmo a própria natureza germine estas sementes para que surjam outras árvores é a manifestação da vida, isto é manifestação da sua vida da vida propriamente dita, suas ações são a expressão da vida, depois outras pessoas conheceram o que foi feito por sua vida, desde plantar uma semente e de todo o ciclo aparecer outras sementes de outras árvores que sua semente plantada criou é a manifestação da existência, o seu ser manifestou no espaço e no tempo cósmico e mudou o existir, e as sementes é a prova que você existiu, existe e existirá, ou seja a prova existencial de sua existência.
Existência, vida ou Ser são realidade manifesta de tudo o que existe, vive ou é. O ser é a realidade suprema de tudo, é poder palpar a realidade do existente, é o que foi, é ou virá a ser. Pode-se dizer que o tempo e o espaço poderão ser alterados é a base de toda existência  cósmica da vida. Todo existir da existência é o inicio e  fim, o campo eterno da inteligência criativa, todo-poderosa e que tudo permeia é a eternidade suprema existencial do existir e do ser.
A experiência mostra que o ser é a consciência de bem-aventurados, e mover mundos e idéias, afim da manifestação do consciente e logo após a deformação do tempo e espaço para a prova do existir da existência.
Tudo que existe é a plena manifestação da consciência, é a existência mostrando o poder do pensamento, é a expressão do ser. Portanto pode-se dizer que ele esta fora, o ser esta fora da existência relativa, onde o experimentador ou mente  é deixado sozinho e desperta plenamente , conscientemente de si mesmo. A mente consciente alcança o estado de consciência criativa todo-poderosa do absoluto é a fonte de toda inteligência. O ser é a fonte de todo poder, é a fonte da natureza e das leis naturais que mantem as diferentes formas e fenômenos na criação.
Uma idéia de ser, poder e refletir . Através da história grandes pensadores relataram que as idéias primordiais e de existência sobrenatural vem do silencio. A produção mental é o ápice da inteligência que se manifesta ao deixar-se estar em companhia de sim mesmo, onde o único mentor e conselheiro de suas idéias se chame consciência.
O grande Físico e Filosofo Albert Einstein disse uma vez: “Penso 99 vezes e nada descubro, mergulho em silencio profundo e logo a verdade me é revelada”.
Esta é uma prova da manifestação do ser, é estar ausente para tudo,  é ausentar-se para si mesmo é descobrir suas idéias mais profundas e o grande poder e a grande manifestação do seu ser.
A natureza essencial do ser é consciência absoluta de bem-aventurado, é poder desbravar todas as barreiras das dúvidas, mudar o mutável, e se arriscar naquilo que é imutável.
Sem o conhecimento do fundamento da vida, sem a consciência do ser a vida se torna como uma construção de um prédio sem alicerces. Toda vida ou todo ser desprovido da base consciente do ser é como um navio sem leme, se torna um objeto flutuando em meio a infinitas direções que se torna inútil diante de tantas opções, é um navio perdido em um oceano que vive a mercê do vento, vive a ser arrastado para onde o vento o leva sem qualquer direção absoluta, não pode escolher o caminho a se seguir  portanto se fica perdido sem direção certa, e se quer pode escolher sua direção pois suas raízes não existem não podendo se quer  se fixar como um ancora devido sua inexistência de predominação e a perdição será vagar eternamente na fragilidade.
A vida sem a existência do ser é como uma árvore que não produz frutos, ela nascerá, crescerá e morrerá e sua existência será esquecida para todo sempre, pois suas sementes não existiram devido a ausência de frutos.
Assim, o ser é a base da vida, é o que lhe dá sentido e a torna frutífera. O ser é a presença da vida de Deus, a realidade da vida.
É a verdade eterna. É o absoluto em eterna liberdade.

Gostou? Então deixe um comentário.

Referência:
Livro: Ciência do Ser e Arte de Viver; Maharishi Mahesh Yogi- 2ª edição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário