PORTIFÓLIO DO DIEGO

NESTE BLOG, VOCÊ ENCONTRARÁ UM CONTEÚDO ACADÊMICO, INFORMATIVO E REFLEXIVO.NÃO SE ESQUEÇA DE COMENTAR.

Translate This Page

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

O SER É MAIS IMPORTANTE DO QUE O TER E O SABER

Um executivo muito bem-sucedido e informado foi fazer um passeio turístico. Para uma travessia de uma à outra margem do rio, a lugou uma canoa que era conduzida por um pescador.
Durante o percurso, o executivo perguntou ao pescador:
-Você sabe ler e escrever?
-Não, sou analfabeto - respondeu o pescador.
O executivo então lhe disse:
-Você está perdendo parte de sua vida por não saber ler e escrever.
E o pescador continuou o percurso. Mas adiante o executivo fez outra pergunta:
-Você entende de politica?
-Não senhor, pois nunca pude estudar - respondeu  o pescado.
O executivo mais uma vez sentenciou:
-Você esta perdendo uma boa parde da vida.
A canoa continuando seu curso bateu em uma pedra. O pescador perguntou então ao executivo:
-O senhor sabe nadar?
-Não - respondeu ele, desesperado.
-O pescador tranquilamente completou.
-Pois então o senhor vai perder sua vida toda, pois a canoa está afundando.

Atualmente nós nos preocupamos muito em estar bem informados, fazer cursos, falar outras línguas. Tudo isso é importante, principalmente no mundo de hoje, cheio de tantas informações, onde as coisas mudam a casa segundo. Mas não podemos nos esquecer do essencial, das coisas simples. De nada adianta sabermos tanto, termos tanto... e não sermos nada.
Muitas vezes somos como esse executivo: valorizamos muito o ter e o saber e desprezamos a essência do ser.

Existem certas coisas que nos fazem bem, que nos ensinam algumas lições, alguma evolução enquanto ser, acredito que esta me fez crescer e amadurecer algumas idéias, este texto me fez refletir e acredito que fará outras pessoas pensarem também, tire proveito deste texto e se puder reflita.

Obrigado

Referencia:

Este texto foi extraído do livro Para que minha vida se transforme; Ed.Versus; Maria Salette e  Wilma Ruggeri, pag 61.

Nenhum comentário:

Postar um comentário