PORTIFÓLIO DO DIEGO

NESTE BLOG, VOCÊ ENCONTRARÁ UM CONTEÚDO ACADÊMICO, INFORMATIVO E REFLEXIVO.NÃO SE ESQUEÇA DE COMENTAR.

Translate This Page

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Correr Riscos

Duas sementes estavam lado a lado no solo fértil da primavera.
A primeira semente disse: "Quero crescer! Quero enviar minhas raízes bem fundo no solo e impulsionar os brotos terra acima. Quero abrir meus tenros botões como bandeiras para anunciar a chegada da primavera. Quero sentir o calor do sol no rosto e a benção do orvalho da manhã nas minhas pétalas."
E assim ela cresceu.
A segunda semente disse: "Tenho medo. Se enviar minhas raízes solo abaixo, não sei o que vão encontrar no escuro. Se impulsionar os brotos através do solo duro, posso machucá-los, são tão delicados... E se deixar  meus botões abrirem e uma cobra tentar comê-los? E, se deixar os botões florescerem, uma criancinha pode me arrancar do chão. Não, é muito melhor esperar até que seja seguro."
E assim ela esperou.
Uma galinha atrás de comida, ciscando o quintal no início da primavera, encontrou a semente que procurava e imediatamente a comeu.

Moral da história

Aqueles que se recusam a correr riscos e crescer são engolidos pela vida.


Patty Hansen


Reflexão:


Na vida as vezes é necessário arriscar, é preciso deixar que as idéias nos dê coragem para fazer aquilo o que acreditamos.
Quando algo parece não nos deixar felizes é preciso fazer um planejamento e deste planejamento precisamos focar em um ponto fixo e então segui-lo sem medo de errar, a confiança em si mesmo é o primeiro passo.
O medo é bom, mas tudo em excesso faz mal, saber ponderar o medo é saber acertar o lugar do sucesso, portando sempre devemos arriscar na vida, mesmo que para isso o caminho da felicidade possa ser mudado totalmente recomeçando do nada.
Arriscar é conhecer novas experiências, é poder conhecer um pouco mais sobre si mesmo e sobre a vida, portanto por mais que não de certo, tenha certeza de que você sempre terá algo de bom de sua escolha.


Obrigado,

Diego Elias

Referencia:

Livro;Histórias para aquecer o coração/ed:Sextante./Jack Canfield e Mark Victor Hansen

Um comentário:

  1. Chega uma hora em que temos que nos expor
    Até mesmo para nos impor
    ! ! !

    ResponderExcluir