PORTIFÓLIO DO DIEGO

NESTE BLOG, VOCÊ ENCONTRARÁ UM CONTEÚDO ACADÊMICO, INFORMATIVO E REFLEXIVO.NÃO SE ESQUEÇA DE COMENTAR.

Translate This Page

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

O Menestrel - Verônica A. Shoffstall ou William Shakespeare


MEUS CAROS AMIGOS E LEITORES, VENHO-LHES DIZER QUE ESTA OBRA PRIMA NÃO FOI ESCRITA POR SHAKESPEARE MAS SIM POR VERÔNICA SHOFFSTALL, PORTANTO É UM CONHECIMENTO NECESSÁRIO POIS SE ESTA OBRA É DE VERÔNICA DEVEMOS OS CRÉDITOS A ELA. MAS INDEPENDENTE DE QUEM SEJA QUERO DEIXAR MEUS SIMPLÓRIOS DÍGITOS DE EMOÇÃO COM ESSA BELEZA DE TEXTO.
ESPERO QUE SEJA DESMISTIFICADO ESSA HISTÓRIA E QUE A PARTIR DE HOJE SAIBAMOS A VERDADE. BOA LEITURA E A VIDA É ASSIM; UM DIA VOCÊ APRENDE.....

TEXTO:

Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se. E que companhia nem sempre significa segurança. Começa a aprender que beijos não são contratos e que presentes não são promessas.
Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.
Aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.
Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo.
E aprende que, não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam… E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.
Descobre que se leva anos para construir confiança e apenas segundos para destruí-la…
E que você pode fazer coisas em um instante das quais se arrependerá pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias.
E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida.
E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.
Aprende que não temos de mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam…
Percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa… por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a última vez que as vejamos. Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser.
Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto.
Aprende que não importa onde já chegou, mas para onde está indo… mas, se você não sabe para onde está indo, qualquer caminho serve.
Aprende que, ou você controla seus atos, ou eles o controlarão… e que ser flexível não significa ser fraco, ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem, pelo menos, dois lados. Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática.
Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.
Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens…
Poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.
Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém…
Algumas vezes você tem de aprender a perdoar a si mesmo.
Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.
Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar.
Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, em vez de esperar que alguém lhe traga flores.
E você aprende que realmente pode suportar… que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida! Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar se não fosse o medo de tentar.

Shakespeare

obs: Um Dia Você Aprende que..., Você Aprende ou Depois de um Certo Tempo são títulos para um mesmo hoax, um texto que circula pela internet com indevida atribuição de autoria .1 Trata-se de um texto de Veronica A. Shoffstall, que o escreveu aos 19 anos, no livro de formatura (yearbook) de sua escola, ao terminar o highschool (equivalente ao Ensino Médio, no Brasil).
A autora registrou o copyright da versão original em 1971.[carece de fontes] O título, originalmente, era Comes the Dawn, mas o texto ficou mais conhecido como After a While. Começou a circular como sendo de William Shakespeare ainda nos Estados Unidos, onde recebeu acréscimos, cortes e alterações.2 . Todas essas versões circulam no Brasil e no mundo todo, nas mais diversas línguas.
Na verdade, não há nem uma única frase do texto que possa ser encontrada nos trabalhos de Shakespeare.3 No entanto, a internet em inglês registra (em 15 de agosto de 2012) 46 milhões de referências para esse texto com a autoria indevidamente atribuída a ele, e apenas 22 mil referências para a verdadeira autora. Em português, há 8 mil para Shoffstall e 60 mil para Shakespeare.
REFLEXÃO:
Pessoal agora que chegaram até o fim deste texto tenho algumas palavras para deixar.
Este texto é simplesmente simples e de total eficacia, por tempos procurei entender e encontrar tais pensamentos e eis que hoje tenho-os aqui.
Parece um texto simples mas é um texto do qual Shakespeare levou vários anos para conseguir escreve-lo, pensemos nós o quanto é difícil admitirmos o perdão, melhor, pensemos então o quanto é difícil entender que só pelo fato de uma criança ser inferior e mais ignorante não nos da o direito de diminuí-la ou até mesmo de menosprezá-la tirando o direito de sonhar e de opinar.
Imaginem o quanto é difícil olharmos para nós mesmos e entender que os defeitos de nossos pais que as vezes odiamos esta contido em nós mesmos, melhor o quanto é difícil olharmos para nós mesmos e assumir que temos erros  ou o que erramos.
O quanto é difícil nos dias atuais compreendermos que nossa família e nossos amigos são mais importantes do que o carro, casa ou roupas que queremos e trabalhamos duro em prol de conquistar objetos materiais   e por causa desta luta por estes bens as vezes achamos que não precisamos de ninguém e esquecemos do afeto para com nossos companheiros e amigos e nos tornamos escravos do TER e esquecemos de SER.
Contudo deixo minha opinião sobre este texto que por sinal é excelente, gostaria poder compreender cada frase em minha vida, mas sem a prática não e chega a perfeição, temos que pelo menos tentar fazer o que O menestrel diz, é difícil mas quando você começar a mudar e as coisas mudam, é e quando  você aprende que realmente pode suportar… que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida! Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar se não fosse o medo de tentar.


Obrigado a todos


GOSTOU? ENTÃO DEIXE SEU COMENTÁRIO....

24 comentários:

  1. Maria Fernanda Passos14 de outubro de 2011 00:05

    Como sempre suas reflexões são ótimas.
    O Menestrel é meu texto favorito!
    E sempre aprendo muito com ele, e também chego a uma conclusão parecida com a sua.
    Complicamos tanto para viver, às vezes, acho que ao invés de buscarmos felicidade acabamos é buscando sofrimento para nós mesmos.
    Tudo é tão simples, tão natural...e às vezes o ser humano se esquece de colocar o AMOR acima de tudo, com isso, tudo acaba dando errado, porque o que não é feito com amor, não dá certo e nem tem o valor merecido!

    Beijos meu escritor preferido!!! Você é de ouro!

    ResponderExcluir
  2. esse cara teve o q viver .. E soube viver .. E ainda ensina a viver :D

    ResponderExcluir
  3. bom! é muito lindoo o texto, mas eu gostaria de saber o que significa MENESTREL?!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menestréis, eram os poetas, artistas de rua ou das cortes na Idade Média. Entretiam com musicas, contos e poesias ( via de regra de outros autores).
      Contavam historias de terras distantes.
      Mais tarde se tornaram nômades e passaram a se chamar trovadores.

      Excluir
  4. Um dos textos mais lindos e verdadeiros que li, transmite muitas verdades, a primeira vez q li chorei pelo que "ele" nos transmite!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  5. Em todos os meus momentos de aflição e duvidas sempre vejo esse vídeo e sempre acho uma resposta e vejo que eu não estou nessa vida por acaso.

    ResponderExcluir
  6. Lembro desse menestrel apresentado por uma professora a 3 anos atrás me lembro que quando ela mostrou para todos na sala de aula, mecheu muito comigo até chorei, hoje me recordava e resolvi ver denovo sim me deu muitos ensinamentos e hoje sou uma pessoa muito melhor, ea cada dia vou refletindo q uma simples professora ajudoua mudar minha vida

    ResponderExcluir
  7. É uma excelente reflexão para os que dizem amar a vida, mesmo sabendo que as vezes amamos a vida de maneira errada, pois não amamos com a alma, as vezes superficialmente e a vida é muito mais do que importante.

    ResponderExcluir
  8. sem palavras...é mais que perfeito e parabens pela reflexão...

    ResponderExcluir
  9. Depois de algum tempo, a gente cansa de dizer que William Shakespeare jamais escreveu isto.
    O texto é bonitinho, mas sem qualidade literária e é de uma escritora do século XX "conhecida" pelo nome de Veronica Shoftstall.

    ResponderExcluir
  10. Depois de algum tempo, a gente cansa de dizer que William Shakespeare jamais escreveu isto.
    O texto é bonitinho, mas sem qualidade literária e é de uma escritora do século XX "conhecida" pelo nome de Veronica Shoftstall.

    ResponderExcluir
  11. O MENESTREL NÃO É DA AUTORIA DE WILLIAM SHAKESPEARE, MAS O TEXTO ORIGINAL (POEMA) PERTENCE A VERONICA SHOFFSTALL, COM A OBRA INTITULADA ORIGINALMENTE COMO "AFTER A WHILE". POR FAVOR, PESQUISEM SOBRE ISSO, A AUTORIA LEGÍTIMA MERECE CONSIDERAÇÃO.

    ResponderExcluir
  12. Em um treinamento vi o vídeo,mas não tinha entendido,mas chamou minha atenção hj li o texto e compreendendo a cada uma de suas reflexão. Parabéns...

    ResponderExcluir
  13. O texto é simples, o ensinamento profundo, a vida é simples, nós é que complicamos.

    ResponderExcluir
  14. amei o poema eu precis
    o aprender tudo isso

    ResponderExcluir
  15. ele escreveu isso há pelo menos 400 anos e a gente fica aqui babando de tão lindo e de tanta identificação e intrigados como nos atinge ...... infelizmente o mundo está cada vez pior . e nos estamos cada vez pior ..eu não tenho esperança no ser humano .. faço da minha vida o que posso fazer de melhor ... e vou dando bons exemplos para meus filhos e implorando a deus que tudo fique bem !!!!!!!!! não se pode fazer muito mais ....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ele não escreveu esse texto ...quem escreveu foi VERONICA SHOFFSTALL

      Excluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Foi muito bom esta informação, uma vez que estou trabalhando este texto com alguns alunos universitários e, tendo estas informações não iremos expor o que não for verdade. Mas há uma dúvida: o texto "Manual de Sobrevivência" também seria o mesmo texto tendo em vista o seu teor com algumas modificações?

    ResponderExcluir
  18. Esse texto é simplesmente perfeito. Sempre que algo acontece de ruim, eu ouço esse áudio e parece que todas as respostas estão contidas nele, sempre saio com um novo aprendizado, apesar de já ter escutado e lido milhões de vezes.

    ResponderExcluir
  19. Simplesmente... Fabuloso!

    ResponderExcluir