PORTIFÓLIO DO DIEGO

NESTE BLOG, VOCÊ ENCONTRARÁ UM CONTEÚDO ACADÊMICO, INFORMATIVO E REFLEXIVO.NÃO SE ESQUEÇA DE COMENTAR.

Translate This Page

segunda-feira, 16 de junho de 2014

A Sabedoria das Duas Pernas

Certo dia andando em uma de minhas pesquisas tive a oportunidade de encontrar com um velho sábio.
Seu nome era Joaquim. Era um homem simples, humilde e já de idade avançada.
Como eu estava um pouco cansado decidi me sentar e conversar um pouco, o sol estava quente e claro as pessoas mais velhas sempre tem muito a nos ensinar.
Conversamos sobre muitas coisas, sobre a vida, sobre o universo, sobre os tempos, passado, presente e futuro.
Entramos em um assunto que é adoro as religiões.
Perguntei como era a ideia de religião que ele tinha e qual era no seu tempo.
Ele me disse que sua religião era seguir Jesus o Cristo. Não achei novidade nenhuma até ai, pois o Brasil é um país católico cristão etc.
Falei para o senhor Joaquim que o mundo anda estranho, muitas coisas ruins, dificuldades e etc.
Com sua sabedoria o senhor Joaquim me fez refletir com a seguinte história.
Meu caro rapaz, imagine você apenas com uma de suas pernas.
_Eu disse: Sim claro! ( me imaginei de muletas, sem uma perna achei estranho tal reflexão)
Então meu caro rapaz, imagine que sua vida se resume em duas pernas.
_Eu disse: Sim claro! ( Como resumir uma vida em duas pernas pensei eu)
Meu querido pense que tudo o que faz, seja esta única perna que você tem, imagine seu trabalho, seus estudos, suas conquistas, suas coisas materiais.
_Eu disse: O senhor pode me dizer o que quer dizer?( eu não estava entendendo absolutamente nada).
Imagine agora sua vida espiritual.
_Eu rapidamente disse: Tudo bem, mas eu não tenho religião, sigo a filosofia, sigo as leis universais e procuro a cada dia ser um homem melhor, mais justo, busco encontrar minhas virtudes onde possa desenvolve-las. Seu que os princípios são básicos e similares em todas as religiões acredito em muitas e respeito e minha religião é Deus.
O senhor Joaquim disse: Faz muito bem meu rapaz, você não tem a obrigação de seguir nenhuma religião, você precisa ser religioso; você não precisa acreditar naquilo que não conhece você apenas precisa ter fé; você tem fé e talvez nem saiba, pois quando você acredita naquilo que você faz e pensa em fazer as coisa você já está tendo fé sem saber, mas a fé que é bela é a fé no criador universal seja lá como queira chama-lo.
Por um momento fiquei pensativo.....
_Ai perguntei: Senhor Joaquim mas onde está a questão das pernas?
Ele respondeu: Meu caro rapaz a vida se resume nas duas pernas, uma perna é sua vida material, você pode chama-la de “alma”, a outra perna é a vida espiritual, você pode chama-la de “espírito”.
Eu perguntei: Como,  o que pretende dizer?
_Ele respondeu: Para você caminhar tranquilamente em sua vida, para você meu rapaz ter um caminho menos árduo, pois a estrada da vida é cheia de pedras, cheia de espinhos, a estrada da vida é cheia e buracos, você vai precisar das duas pernas, uma apoiando a outra.
Quando uma perna se levantar para dar um próximo passo, você precisará da outra para se apoiar, sendo assim uma perna é a vida material e a outra é a vida espiritual, ambas precisam estar bem firmes para sua caminhada ser menos árdua.
Pensativo fiquei por um momento....
Disse ao senhor Joaquim que minha hora tinha chegado e que eu precisava ir, agradeci a conversa e fui embora.
Carrego essa história dentro de mim e espero que ela agora esteja dentro de você.
A vida é uma caminhada e para que ela possa ser menos difícil precisamos ter o apoio das duas pernas, ou seja vida material e espiritual; alma e espirito.
Precisamos trabalhar para que nossas ideias, sonhos, vontades da vida se materializem. Mas também precisamos trabalhar em prol da vida espiritual ou seja, a melhoria continua, o descobrimento de nossas virtudes, ajudar o próximo, auxiliar este mundo para que ele seja melhor.
Não precisa ir para missões de paz, ou cruz vermelha, se for será muito bom, mas se começarmos a mudar a nós mesmos, rever nossos atos e atitudes já é uma grande mudança, pois quando mudamos a nós mesmos mudamos ao nosso redor.
Uma boa convivência com as outra pessoas sejam em nosso lar ou em nossos ciclos sociais é uma grande maneira de provarmos a nós mesmos.
Muitos obstáculos iram surgir, muitas pessoas iram nos ferir, ofender, mas sempre se lembre das virtudes e uma delas é a TOLERÂNCIA, se pessoas erram conosco é porque ainda que pouco lhes faltam algum tipo de esclarecimento.
Não precisamos falar, basta agirmos de maneira que ela erre sozinha, seja sútil, apenas pense coisas boas e respire pedindo equilíbrio.
Tenho certeza que as coisas mudam, pois a única maneira de aprender sobre virtudes  exercitando e praticando como o exemplo diário.
Espero que tenham gostado.

Felicidades


Imagens:
http://sobretudoumpouco.blogspot.com.br/2007/11/um-dia-seremos-velhos.html
http://mixtu.blogspot.com.br/2007/01/os-velhos.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário